sábado, 6 de novembro de 2010

Dilema Impetuoso

Se pudesse voltar no tempo.
 Até onde eu iria?
No dia em que te conheci?
Ou que me apaixonei?

Voltaria e mudaria algo?
Séria não te conhecer?
Ou não me apaixonar?
Se não apenas mudar tudo que vivi com você!

O Tempo... Espaço entre eras;
Corações, sentimentos
Maior inimigo do presente, grande aliado do futuro,
Simples poeta do Passado.

Cura um, distrói outro;
 Traz, leva, Dá mais também tira.
Quem nos rege, nos feri mais nos ensina a superar.

Tempo. Impossível de aprisionar, esta sempre à nos controlar!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Sonho de um talvez concreto.

Devo esperar por algo que sei, não existi?
Devo lutar por algo que sei, não vou vencer?
Devo proceseguir por um caminho que sei, não terá fim?
O que devo de certo fazer?

O medo tomou conta de mim
Tenho a solidão como companheira fiel
A escuridão como amiga mais intima

Familia, Hahaha
Familias nem sempre são o que deveriam ser
Minha familia não tem nome
não tem cor, raça, religião...

Amigos..
Em números são como as gotas d'chuva
Em sinceridade, como agulha no palheiro.

Talvez me sinta melancólica, triste, sozinha
talvez passe ou não
Talvez mude ou não
Talvez é o que me rege, o que me entendi, o que me ampara.


sábado, 9 de outubro de 2010

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

De Morte!


Não foi eu que criei, simplesmente achei muito legal! Espero que gostem, como eu gostei.


Um belo dia,o menino Jesus resolveu descer do céu para brincar na terra.
São Pedro veio também, mais veio avisando que não ia brincar. Vinha passando um velhinho, bem alegre, carregando lenha. E o velhinho largou seu trabalho e jogou um pelada com o menino Jesus.
- Pode fazer três pedidos - disse disse Jesus ao final satisfeito.
O velhinho não vacilou:
-Primeiro: quero ver a Morte de frente, quando chegar minha vez.
São Pedro ficou nervoso:
-Pede o Céu! O Céu, seu bobo!
O velho nem lhe deu atenção:
- Segundo pedido: se alguém se enconstar na minha cama, que fique grudado sem minha ordem.
-Pede o céu! -Gemia são Pedro.
-Terceiro: que aconteça a mesma coisa com quem se assentar na minha cadeira -
terminou, todo contente, o velho.
O Santo ficou tiririca.

Mais o menino Jesus achou os pedidos engraçado e disse - Assim será.

Passou um tempo, o velhinho estava deitado, quando viu a morte entrando
no seu quarto. O velho tentou convênce-la de que ainda não era sua hora.
Mas a morte ria: - Vim buscar vocÊ.
Conversa vai, conversa vem, a Morte finalmente deixou o velho rezar um único Pai Nosso.
Ai ele foi rezando tão, tão devagar, que a Morte, cansada de esperar, sentou na beirada da cama,
Beleléu!
Ficou
Grudada.

E o velhinho continuo vivendo alegremente sua vidinha. Só que começou a escutar reclamações do
padre, sem encomenda de missa, do carpinteiro, sem covas para abrir e, ainda por cima, as
Lamúrias da Morte, grudada na sua cama.
- Deixe me ir,
Dou mais 5 anos de vida para você! Mais 10! -ela suplicava.
Até que, uma noite, o velhinho resolveu negociar:
- Quero 20 anos e também o seguinte: quando alguém estiver doente e for morrer,
você aparece do lado esquerdo da cama do coitado. Quando o doente não for morrer,
você aparece do lado direito.

A morte achou o pedido, esquisito
porém bem depressa concordou e foi embora.

Acontece que a Morte tinha ficado muito tempo presa e acom isto juntou um monte de
gente morre-não-morre. E o velhinho tratou logo de espalhar que agora ele era o novo médico,
doutor. Ia ver os doentes e não errava uma. Se a morte aparecia do lado esquerdo, dizia que não tinha jeito.
Se ela aparecia do lado direito, mandava abrir as janelas, servir uma boa canja, um copo de água a cada três horas e, naturalmente, o doente sarava, Com isto ganhava presentes, porcos, galinhas, cachaça.
E ia passando do bom e do melhor. Quando os vinte anos acabaram, a Morte, com medo da esperteza do velho, chamou o Diabo
-Busca o velhinho para mim e aproveita e carrega este danado direto pro inferno. Mas cuidado com a cama dele. É enfeitiçada! - a Morte avisou.
E lá foi o Diabo atrás do doutor. O velhinho estava em casa, tomando sua cachaça, bem tranquilo e satisfeito,
-Toma comigo uma...
só uma saideira - ele ofereceu ao Diabo, Diabo, todo mundo sabe que não recusa cachaça.
-Assente na beirada da cama -
convidou o velho. Sou bobo não! - disse o Diabo e foi logo sentando
na cadeira. Pois bem. na hora que o Diabo quis levantar, estava grudado!
- Fica sentado aí,
que sentado não cansa - o velhinho disse. E COMO TINHA muita antipatia pelo Diabo,
 cada vez que sobrava um pouco de agua fervendo, jogava no dito cujo:
- sinta na pele o que você faz no inferno! um lindo dia, o Capeta não aguentou e...
esconjurou a morte que aparecesse e desse jeito na situação. A Morte não teve saida se não aparecer.
Mais a essa altura já havia se passado um tempão e o velhinho, já estava se sentindo meio velho
e um tanto quanto descadeirado. Já nem achava má a ideia de ir descansar no céu
Quando ao Diabo... Tinha ficado muito tempo preso. A policia, o advogado e o juiz andavam reclamando da falta de trabalho.
- deixo você levantar- resolveu o velho - se voce, caro Diabo, me prometer que nunca mais vai querer me ver.
- Isto você nem precisa pedir! Gritou o o capeta e... E o velho foi finalmente, para a porta do Céu. Mas esbarrou em São Pedro.
-Acho que estou reconhecendo o senhor... lembrou o velho.
-Eu também - disse São Pedro - e... aqui voce não entra; Voce podia ter pedido o céu aquele dia, hem?
- Pergunte então ao Diabo se ele me aceita - riu o velhinho.
Como o Diabo não queria ver o Homen nem pintado de ouro, São Pedro não teve jeito, senão deixar o velho entrar.


ATE HOJE
O VELHINHO ESTA LÁ NO CÉU FELIZ COMO SEMPRE.
Angela Lago e Albrech Dure

Um conto que achei muito legal, mais não é autoria minha!

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Fasso isso pra esquecer!



Quando nossas mãos estão entrelaçadas
é como se nossa alma se transformasse em uma só
Todos os sentidos se aguçam
sinto seu cheiro melhor
o sabor dos seus beijos como nunca
sinto o calor do seu corpo queimando junto ao meu
sua voz soando ao pé do meu ouvido
fazendo todos os meus pelos se levantarem
sensação melhor que essa ainda não descobri
a felicidade surgindo da coisas bobas.

Como se o mundo por alguns momentos
se tornasse um lugar melhor
onde as diferenças sumissem
os medos se apagassem
e a aurora reinasse eternamente
A magia do luar se resplandece como nunca
a brisa do mar exalando o cheiro mais gostoso.

Ainda não consegui descobrir qual o nome
Para algo tão magnifico.
O cérebro Humano mesmo com toda sua inteligência
nunca conseguiria descobrir a formula pra alegria tão sublime.

sábado, 2 de outubro de 2010

Sombras sem luzes.

O dia amanheceu!
Nublado, frio.
Ainda sim esta lindo,
As nuvens carregadas de chuva...
Mostram na verdade como meu coração esta se sentido.
A solidão que um dia nublado implica
É a realidade que meu peito assume
Um céu escuro, formidável.
Um mundo escondido, um coração repreendido.

São tão diferentes mais se intendem tão facilmente.

domingo, 19 de setembro de 2010

Você tem...


Os olhos castanhos que ...
revela a beleza dos anjos.
Os olhos castanhos que ...
mostra o quanto é lindo os pingos da chuva.
Os olhos castanhos que ...
reflete os mais lindos raios do sol.
Os olhos castanhos que ...
tem o brilho mais lindo que qualquer estrela do céu.
Os olhos castanhos que ...
nenhuma cor do arco-íris alcança em beleza.
Os olhos castanhos que ...
quando triste, minha alma chora.
Os olhos castanhos que ...
me deixa paralisada com medo de não vê-los mais.
Os olhos castanhos que ...
fazem minhas pernas ficarem bambas e meu coração disparar loucamente.
Os olhos castanhos que ...
sempre que olho me apaixono novamente.
Os olhos castanhos que ...
com palavras não consigo mais descrever porque nada no universo se compara com seu brilho, paixão, carinho, ternura e todas as palavras mais belas existentes.


sábado, 28 de agosto de 2010

De tanto querer explicar o que se é inexplicável!



Pensei que isso não existisse mais.
Que a luzes estivessem apagado, e nunca mais fossem se acender.
Jurava que a escuridão iria reinar eternamente!
Mais...

Difícil de se explicar.
Impossível de com versos recriar...
Somente com uma emoção forte e sublime,
´poderia ser entendido!

Algo que por tanto tempo foi possível se afirmar.
Surgi a duvida como fiel companheira!
Um novo sentido começou a aparecer.
Uma nova visão comecei a ter.

Não tenho muito o que falar...
O que tinha há falar já foi dito!
Tirem suas conclusões.
Se souberem do que ali falei!
Com certeza irão afirmar que o que foi dito é verdade.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Oh! O que esperar?.


O que sabemos sobre felicidade?
A vemos em coisas minúsculas que poucas vezes damos importância!
Demasiadamente sem significado ou relevância
porem para aqueles que com a vida aprenderam a viver
a felicidade consiste em apenas aprender
aprender com os erros, crescer com os acerto.

Felicidade consiste na beleza em que enxergamos as coisas
na correria do dia -a -dia encontramos tempo para prestar atenção no amor juvenil, na afetividade de pais e filhos
Mais ainda podermos observar a beleza de ver um casal de idosos... Que passaram por cima de falhas, brigas e orgulho comemorarem suas bodas de ouro
O amor de estarem um ao lado do outro após tanto tempo...
A felicidade de saberem que encontraram um amor puro e perfeito! Que as vezes tiveram que abrir mão de suas vontades para apoiar às do parceiro... Mais descobrirem o significado do "CEDER".

Descobrirem que o "ceder" não é deixar de prestar assistência;
significa continuar a demonstrar interesse
Onde o "ceder" não é jogar a culpa no outro;
mais ser solidario
Relembrar juntos o passado de uma vida e saberem os significandos que nos nova geração provavelmente nunca vamos conhecer... Eles sim conheceram a verdadeira felicidade.
A FELICIDADE de saber que são amados apesar de ser como são! A felicidade de que outrora o mundo esqueceu e provavelmente nunca vai se lembrar.. A felicidade de saber como e amar e ser amado, verdadeiramente sem interesses ou cobranças.

Um amor galante;
Inalterável, em grande excelência...
Um amor que era medido por cartas apaixonadas, versos de beleza extrema;
Que não era medido em satisfazer o prazer proprio, mais sim na alegria de estarem juntos...
Provavelmente nunca saberemos o significado de 'FELICIDADE'! Porque a negligência humana fez questão de apagar da memória o verdadeiro significado do amor. E não existe felicidade sem amor, nem amor sem respeito.


segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Metamorfose da imaginação


Sei la.... Infelizmente os efeitos dos remédios
não duram para sempre!
Logo tudo estará como antes, tormentos.. tristeza, angustia
Rá!
Nem em meus sonhos tenho mais paz _
sorrisos bonitinhos não me alegram mais, nem chamam minha atenção!!
Não vejo mais beleza na aurora, muito menos no arco-ris...........
Não sinto mais o aroma das flores, nem beleza no vôo do beija-flor
As mais belas canções não surgem mais efeito pra me acalmar


A luz do luar não brilha mais como antes
ate as estrela mais lindas, sumiram...
A noite reina sem nem mesmo um ruido
silencioo total!
Menos em minha cabeça! Onde o barulho do meus pensamentos
é ensurdecedor, pensamentos ziguezagueando sem destino nem direção
sem roteiro ou organização
Eles não param! porque eles não param?


Se ao menos eu pudesse controla-los
Mais são selvagens!
não aceitam meu comando, nem em minha cabeça sou obedecida
Muito menos compreendida)
Nem em meus sonhos sou feliz..
Dou sorte se for a plebéia, da princesa passo longe



Ao acordar tudo novamente sem sentido...
Porem tudo novamente do mesmo jeito!
Se fosse sem sentido não teria porque ser do mesmo jeito?
Ou o sem sentido é normal?
oU so em minha cabeça existe o anormal?!

domingo, 15 de agosto de 2010

Rascunhos de lembranças


Pensei que seria diferente
Mais era como todos os outros
Apenas um lobo em pele de cordeiro

Minha inocência rompida
minha esperança quebrada...
Tudo que restou foi apenas um sentimento!
medíocre e banal.

Procuro pensar que no fim existira um diferente
Mas sinto que o fim esta tão próximo
e meu tempo de espera cada vez menor.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Qual o sentido?!

Lembro do teu sorriso
{ouço o som da sua voz...
sinto o calor de seu corpo junto ao meu. Mais...
Você não esta junto a mim, nem sei se pensas em mim como penso em ti!
estou sozinha. Ninguém parece notar minha presença, ninguém atende meu pedido de socorro!
Uma noite sem luar, nem as estrelas nos dão a alegria do seu brilho
Uma escuridão solitária, sem brilho como minha alma.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Nada a Declarar


É tão comum jogar a culpa do passado nas costas dos outros. Pessoas que são inocentes, são consideradas culpados por crimes que nem pensaram em cometer... Porque erros do passado atormentam tanto a sua alma que você não se permite ser feliz, que pecado foi tão grave que não possa ter perdão - repito porque jogar a culpa encima de pessoas que nem existiam na época, pessoas que tudo o que desejavam era um carinho ou uma palavra de consolo, ou talvez um EU TE AMO... Mas tudo o que escutam são frases horriveis, gritos e blasfêmias contra sua vida.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

um Agradecimento.

Meu coração esta calmo como a muito tempo não havia estado.
Algo o acalmou, o que poderia ter sido, que tal coisa teria esse poder de acalmar um fera raivosa
ainda não descobri porem serei eternamente grata. Penso que talvez tenha sido uma coisa chamada Felicidade as acho que ela seria muito fraca para conseguir aquietado, ouvi falar de uma tal de Paixão, mas ouvi dizer que essa tal de paixão é passageira, mas a dias ele esta quieto. Então estive pensado sobre uma coisa que as Pessoas falam muito que vem acompanhada de tudo isso que eu citei antes um tal de Amor, é ele sim o amor talvez tenha sido ele o remédio para a dor que sentia em meu peito. HÁ o Amor a ele sim serei grata eternamente ele que chegou de fininho mas foi me ganhando aos poucos e com jeitinho. Ele que chegou pedindo licença respeitando os limites de minha dor fazedo-a assim cicatrizar. Deixando meu coração como um coração de um bêbe. Fragil porem cheio de ternura e AMOR.